CONTRIBUA COM NOSSAS AÇÕES... ENTIDADE PARCEIRA REDE MANDACARU BRASIL

sábado, 6 de fevereiro de 2016

POVOS TRADICIONAIS DE MATRIZ AFRICANA SAO RECEBIDOS PELA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO RN...




POVOS TRADICIONAIS DE MATRIZ AFRICANA SÃO RECEBIDOS PELA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO RN...

Educação do RN atua na luta para erradicar o analfabetismo

 

A SEEC vem realizando articulações com diversos setores da sociedade civil

O Governo do Estado e a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura estão determinados a enfrentarem um dos maiores problemas do nosso Estado: o analfabetismo de jovens e adultos. 
Para o enfrentamento dessa problemática a ação do Estado somente se fará efetiva se articulada à capacidade de mobilização e comprometimento da sociedade. Nesse sentido, a Secretaria de Estado de Educação e Cultura busca executar o Programa Brasil Alfabetizado, do Governo Federal, em 2016, articulando-se às instituições de ensino superior de nosso Estado, bem como buscando o envolvimento dos mais representativos e importantes segmentos sociais.
A expectativa é ampliar ao máximo o alcance dos benefícios desse Programa formando turmas em todos os municípios, inclusive buscando atender comunidades tradicionais e populações econômica, social e culturalmente excluídas.
A SEEC já realizou reuniões com as Diretorias Regionais, mas também com centrais sindicais, movimentos organizados das juventudes, setores empresariais, movimentos de trabalhadores do campo e da cidade, grupos religiosos e étnico-raciais. 
A gestão do Programa será compartilhada com os vários segmentos sociais articulados em torno do Programa, através do Comitê Gestor de Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos, vinculado à Subcoordenadoria de Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Estado da Educação e Cultura.
O processo de seleção e formação inicial e continuada dos alfabetizadores, coordenadores regionais e de turmas será conduzido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Instituto Kennedy (IFESP), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFERN).
Saiba mais sobre o programa
Para a formação das turmas o Programa Brasil Alfabetizado orienta que se tenha no mínimo 15 educandos em comunidades urbanas e 7 educandos em comunidades rurais, cada turma sob a responsabilidade de um educador/alfabetizador, o qual  deverá desenvolver as atividades de segunda a sexta, dedicando-se, inclusive, às discussões com as equipes de formação, para avaliação e as orientações pedagógicas acerca do trabalho.
A Educação do RN convida todos a se mobilizarem para a formação de turmas em seus espaços de atuação, já que pelas normas do Programa as turmas podem ser organizadas em qualquer espaço que tenha um mínimo de estrutura para abrigar as necessidades pedagógicas dos educandos, não havendo a obrigação, portanto, que seja numa escola.
A permanência dos sujeitos nas atividades de alfabetização e a garantia de que eles possam dar continuidade aos seus estudos são parte desse processo e eles estão em nosso horizonte. Para avançarmos, a SEEC está aberta a discutir alternativas com todos os segmentos sociais que queiram participar desse movimento de ampliação da escolaridade de nossos jovens e adultos do qual o Programa Brasil Alfabetizado é apenas uma parte.



SEEC/ASSECOM01 fev 2016 15:11
SEEC/ASSECOM
 

http://adcon.rn.gov.br/ACERVO/seec/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=103635&ACT=&PAGE=&PARM=&LBL=NOT%CDCI
 0  0 Google +0

Educação do RN atua na luta para erradicar o analfabetismo

SEEC/ASSECOM01 fev 2016 15:11
SEEC/ASSECOM
A SEEC vem realizando articulações com diversos setores da sociedade civil
O Governo do Estado e a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura estão determinados a enfrentarem um dos maiores problemas do nosso Estado: o analfabetismo de jovens e adultos. 
Para o enfrentamento dessa problemática a ação do Estado somente se fará efetiva se articulada à capacidade de mobilização e comprometimento da sociedade. Nesse sentido, a Secretaria de Estado de Educação e Cultura busca executar o Programa Brasil Alfabetizado, do Governo Federal, em 2016, articulando-se às instituições de ensino superior de nosso Estado, bem como buscando o envolvimento dos mais representativos e importantes segmentos sociais.
A expectativa é ampliar ao máximo o alcance dos benefícios desse Programa formando turmas em todos os municípios, inclusive buscando atender comunidades tradicionais e populações econômica, social e culturalmente excluídas.
A SEEC já realizou reuniões com as Diretorias Regionais, mas também com centrais sindicais, movimentos organizados das juventudes, setores empresariais, movimentos de trabalhadores do campo e da cidade, grupos religiosos e étnico-raciais. 
A gestão do Programa será compartilhada com os vários segmentos sociais articulados em torno do Programa, através do Comitê Gestor de Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos, vinculado à Subcoordenadoria de Educação de Jovens e Adultos da Secretaria de Estado da Educação e Cultura.
O processo de seleção e formação inicial e continuada dos alfabetizadores, coordenadores regionais e de turmas será conduzido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Instituto Kennedy (IFESP), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFERN).
Saiba mais sobre o programa
Para a formação das turmas o Programa Brasil Alfabetizado orienta que se tenha no mínimo 15 educandos em comunidades urbanas e 7 educandos em comunidades rurais, cada turma sob a responsabilidade de um educador/alfabetizador, o qual  deverá desenvolver as atividades de segunda a sexta, dedicando-se, inclusive, às discussões com as equipes de formação, para avaliação e as orientações pedagógicas acerca do trabalho.
A Educação do RN convida todos a se mobilizarem para a formação de turmas em seus espaços de atuação, já que pelas normas do Programa as turmas podem ser organizadas em qualquer espaço que tenha um mínimo de estrutura para abrigar as necessidades pedagógicas dos educandos, não havendo a obrigação, portanto, que seja numa escola.
A permanência dos sujeitos nas atividades de alfabetização e a garantia de que eles possam dar continuidade aos seus estudos são parte desse processo e eles estão em nosso horizonte. Para avançarmos, a SEEC está aberta a discutir alternativas com todos os segmentos sociais que queiram participar desse movimento de ampliação da escolaridade de nossos jovens e adultos do qual o Programa Brasil Alfabetizado é apenas uma parte.
- See more at: http://adcon.rn.gov.br/ACERVO/seec/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=103635&ACT=&PAGE=&PARM=&LBL=NOT%CDCIA#sthash.rEBinC4k.dpuf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RADIO MANDACARU BRASIL RESISTENCIA NORDESTINA